Busca
 
 

Fale conosco! fale conosco!

Calendário



« DESTAQUES »

Carta ao PARNASO

CURSOS

As Descidas Vertiginosas do Dedo de Deus (2a Edição)

Diretoria e Corpo de Guias

Equipamento individual básico

Recomendações aos Novos Sócios

Carta Aberta aos Montanhistas do Rio de Janeiro e à Sociedade

2ª Carta Aberta aos Montanhistas do Rio de Janeiro e à Sociedade

Conquistas e Regrampeações Realizadas pelos Signatários da 2ª Carta Aberta

3ª Carta Aberta aos Montanhistas do Rio de Janeiro e à Sociedade



Terça-feira, 7 de dezembro de 2021

Você está em: BoletinsBoletim n°13 - Dez. 2008
Boletim n°13 - Dez. 2008
Editorial‹‹ anterior 
|
 próxima ››Aos Novos Guias da ETGE/2007

A UNICERJ e a Escola de Guias

Na Unicerj, a Escola Técnica de Guias Excursionistas (ETGE) é um direito dos sócios. Desde que o Clube foi fundado, em todas as seis Escolas de Guias já realizadas, sempre tivemos muitos interessados em fazer o curso e, por isso, quase sempre, tivemos que escolher os candidatos. Como pode ser imaginado, costuma ser um processo muito difícil e exaustivo em que o Diretor Técnico preside a reunião de Guias que decide quais serão os alunos aceitos para a Escola de Guias em questão.

Dentre os critérios de seleção, o tempo de associação ao Clube e a experiência de montanhismo são os primeiros a serem conferidos. Outro requisito fundamental para um candidato a cursar uma Escola de Guias é dispor de tempo para, ao longo de um ano e meio, se dedicar de corpo e alma a um projeto que requer doação, generosidade, abnegação, perseverança, superação e capacidade de trabalhar em equipe. Além disso, deve ser lembrado que a ETGE visa formar Guias para o Clube, para o Montanhismo Amador, que como o próprio nome diz, está fora do mercado. Outros fatores subjetivos também são importantes, como a capacidade de liderança, maturidade, equanimidade, senso de justiça e comprometimento com os valores do Clube.

Mais de uma vez já aconteceu em nosso Clube de um candidato ou candidata a fazer uma determinada Escola de Guias não ser aceito, por existirem outros mais preparados para o curso, e ter que esperar pela Escola de Guias seguinte. Alguns não compreendem que nem sempre podemos aceitar todos os interessados e preferem se afastar, confundindo o nosso Clube de Montanhismo com uma empresa prestadora de serviços, onde o que vale é quase exclusivamente a disponibilidade financeira dos interessados. Felizmente, na maioria das vezes, não é isso que acontece a todo aquele que quer ser Guia e continua a atuar pelo Clube, adquirindo experiência. Espera a sua vez e, no momento certo, faz a sua ETGE, forma-se Guia e passa a atuar decididamente, ajudando a fazer a Unicerj brilhar no cenário montanhístico de nosso país.

A ETGE é o ciclo de renovação para que o Clube possa reafirmar sua função social de oferecer excursões em todos os níveis de dificuldade, com segurança, cumprindo os ideais do MASENC.

Cada excursão aberta aos sócios e convidados é uma porta aberta à sociedade. Uma esperança num futuro melhor. Um futuro mais generoso, de fraternidade e alegria, de companheirismo e amizade, em comunhão com a natureza.

Santa Cruz


Editorial‹‹ anterior 
|
 próxima ››Aos Novos Guias da ETGE/2007

Versão para impressão: